Pular para o conteúdo principal

Como escolher o melhor tratamento de feridas

09/08/2019 - 10:52 hs - Feridas
tratamento de feridas

Tratamento da Ferida crônica mais adequado

Ao decidir pelo tratamento da ferida crônica mais adequado, o profissional de saúde realiza uma série de procedimentos, que envolvem uma análise tanto do paciente, quanto da ferida em si.

Ao considerar o paciente, ele precisa observar seu histórico médico completo, a medicação que toma no momento, sua situação nutricional, qualidade de vida, hábitos (como consumo de álcool e tabaco) e problemas respiratórios.

Já ao analisar a ferida, o profissional deve estar atento à localização, tipo e tamanho, se há dor e infecção, entre outros quesitos para o tratamento da ferida. Só com esse amplo quadro em mãos ele poderá indicar o melhor curativo. Saiba mais aqui.

A cicatrização de feridas é determinada pela saúde geral do paciente, portanto, a avaliação abrangente de seu paciente é muito importante para o planejamento e avaliação do tratamento.

Análise sobre o paciente

Durante a avaliação e a elaboração de relatórios sobre o paciente, assegure-se de observar o seguinte: 

  • Histórico médico completo, incluindo diabetes, doenças vasculares, comprometimento do sistema imunológico, distúrbios do tecido conjuntivo e alergias
  • Medicação
  • Situação nutricional
  • Estilo de vida, inclusive hábitos de consumo de tabaco e álcool ou deficiência de mobilidade.
  • Problemas psicológicos 
  • Qualidade de vida 

 Avaliação de feridas

Diagnosticar a causa subjacente da ferida é uma parte essencial de sua avaliação - você somente poderá fazer o tratamento da ferida após a realização deste diagnóstico. Você também precisará avaliar o leito da ferida e a pele peri-lesionada. Após concluir essas avaliações, você poderá escolher o melhor curativo.  

Análise sobre a ferida

  • Ao avaliar e relatar feridas, você deve observar o seguinte:
  • Localização, tamanho e tipo da ferida
  • Características do leito da ferida, tais como tecido necrótico, tecido de granulação e infecção
  • Odor e nível de exsudato (ausente, baixo, moderado, alto)
  • Condição da pele peri-lesionada (normal, edematosa, branca, brilhante, quente, ruborizada, descamada, fina)
  • Sinais clínicos de infecção da ferida (cicatrização lenta, odor, tecido de granulação anormal, aumento da dor na ferida e/ou exsudato excessivo).
  • Dor em ferida (localização, duração e intensidade da dor, classificação como nociceptiva ou neuropática). 

O triângulo de avaliação de feridas

O triângulo de avaliação de feridas é uma abordagem holística que permite aos profissionais avaliarem e tratarem todas as áreas da ferida, incluindo a pele perilesional. É uma abordagem simples e sistemática que orienta o usuário desde a avaliação completa da ferida até a definição de objetivos de controle e seleção do tratamento ideal.

A importância do custo-efetividade nos cuidados de feridas

Entenda como o tratamento com tecnologias e coberturas avançadas que traz benefícios financeiros e economia no tratamento de feridas. É importante lembrar que o enfoque no custo total do tratamento - e não apenas no custo do curativo - é a base para economizar.

O tratamento de feridas requer materiais – curativos, produtos para limpeza etc. –  e serviços de enfermagem, além de hospitalização, em alguns casos. Estudos indicam que o custo total do tratamento de feridas pode ser dividido em 15-20% para materiais de curativo, 30-35% para serviços de enfermagem e >50% para custos hospitalares (1).

Portanto, torna-se extremamente relevante considerar o custo total do tratamento, ao invés do custo unitário para um dado produto ao decidir sobre as compras.

No cuidado de feridas, a Coloplast agrega valor ao permitir que os profissionais de saúde curem feridas mais rapidamente e usem menos recursos, melhorando a qualidade de vida dos pacientes, permitindo alta precoce e, ao mesmo tempo, considerando as despesas gerais.

Argumentação de valor

Custo-efetividade no tratamento de feridas é sobre tirar o maior proveito do dinheiro gasto, no tratamento, em termos de qualidade e eficiência, para isso contamos com:

- A absorção superior, que permite um tempo prolongado de uso e, em consequência, reduz as despesas gerais.

A absorção superior é fundamental para promover o processo de cicatrização de feridas. Graças às propriedades da absorção superior, os curativos Biatain® podem gerenciar mais exsudato do que outros curativos. Esta condição permite seu uso prolongado (1,2).

Com tempo de uso prolongado são necessárias menos trocas de curativo para cada ferida. Isso implica em redução da necessidade dos serviços de enfermagem para troca de curativos. Os gráficos abaixo comparam Biatain Silicone a dois curativos concorrentes. Como o Biatain Silicone é melhor para gerenciar o exsudato, o curativo pode ser usado por mais tempo, reduzindo o número de trocas de curativo e, portanto, reduzindo as despesas gerais (3,4).

A redução do tempo de cicatrização implica em diminuição das despesas

A despesa com feridas de difícil cicatrização/infeccionadas é agravada pela extensão e intensificação do tratamento, além da extensão da hospitalização e tratamento especializado, com a possível inclusão de intervenções cirúrgicas (1).

Reduzir o tempo de cicatrização permite economizar recursos significativamente, inclusive despesas com serviços de enfermagem, número de curativos, antibióticos, exames diagnósticos e transporte, além de melhorar a qualidade de vida dos pacientes.

O Biatain® Ag promove, comprovadamente, uma cicatrização de feridas mais rapidamente (2).

Saiba mais sobre Biatain Ag


Um tratamento com boa relação custo/benefício

O Biatain Silicone agrega valor e oferece um controle de exsudato eficaz para uma cicatrização de ferida com maior custo/benefício (5). O controle de exsudato eficaz diminui os riscos de vazamento e maceração das bordas da ferida e da pele perilesional. Além disso, ele também pode reduzir os riscos de infeção e o tempo de cicatrização, (6)diminuindo as despesas com curativos e cuidados de enfermagem, bem como as trocas de roupas e lençóis devido a vazamentos.

Fonte: Coloplast