Pular para o conteúdo principal

Entenda o que é nutrição parenteral e enteral

31/07/2019 - 03:44 hs - Nutrição
NUTRIÇÃO PARENTERAL E ENTERAL

Quando o paciente se encontra desnutrido, seja por alteração gastrointestinal ou estado crítico prolongado, uma terapia nutricional domiciliar pode ser necessária. Para se ter uma ideia do alcance desse quadro, estima-se que 30% dos pacientes internados podem se tornar desnutridos nas primeiras 48h de internação, segundo a Sociedade Brasileira de Nutrição Parenteral e Enteral. Esse risco de desnutrição chega a 45% quando o tempo de internação chega a uma semana.

A terapia nutricional domiciliar se julga necessária não só para corrigir a desnutrição, mas também para reduzir reinternações, reduzir a perda muscular e o risco de infecções.

Entre as soluções disponíveis, a nutrição parenteral é aquela que se dá por via endovenosa, com a finalidade de complementar o fornecimento total de nutrientes. Já a nutrição enteral é aquela em que a pessoa recebe a dieta completa em forma líquida através de sonda nasogástrica (pelo nariz até o estômago), nasoentérica (pelo nariz até o intestino delgado) ou acoplada diretamente ao abdômen (gastrostomia e jejunostomia). O composto, nesse caso, deve conter todos os nutrientes necessários (carboidratos, proteínas, gorduras, vitaminas, minerais e água).

Como solução de nutrição enteral, o VitalAire oferece bombas eletrônicas de infusão de nutrição, que conseguem administrar a alimentação de forma automática, garantindo segurança e maior controle da terapia nutricional do paciente.