Pular para o conteúdo principal

Lesão de Pele relacionada a dispositivo médico - EPI - COVID

25/06/2020 - 12:36 hs - Feridas
Vitalaire, Airliquide, Airliquide Healthcare, feridas, saúde, lesões, covid-19, coronavírus

Grande parte do material que encontramos em relação a prevenção de lesão de pele ocasionadas por dispositivos médicos são direcionadas aos pacientes, fornecendo diretrizes para que os profissionais de saúde possam preveni-las e assim evitar mais agravos que a própria doença. Com a pandemia ocasionada pela COVID-19 houve a necessidade do uso de EPI’s em longos períodos, ao final de cada plantão na face de cada profissional além da exaustão observamos marcas de máscaras, óculos e outros dispositivos tão fundamentais para a proteção daqueles que estão na linha de frente.

Por isso, além desse material, também preparamos uma LIVE no nosso instagram para falar sobre esse assunto. Se você não conseguiu assistir, não se preocupe, assista pelo youtube clicando aqui! 

Na China em um dos hospitais de referência de tratamento a pacientes com COVID -19, 97% dos profissionais de saúde apresentaram alterações na pele em decorrência do uso dos EPIs. Os principais pontos que apresentaram lesões foram:

  • Osso nasal (83%) correlacionado ao uso dos óculos;
  • Bochechas (74.5%) devido ao uso da máscara N95;
  • Testa (57.2%) devido ao uso da "face shield".

Os dispositivos acima referidos são usados por longos períodos, e sob  condições extremas associadas à transpiração alta, devido ao aumento da carga de trabalho e também ao stress emocional, condições que propiciam a fricção do EPI com a pele.

A fricção da pele é determinada por alguns fatores:

  • Condições da pele como hidratação e presença ou não de rugas;
  • Características dos materiais que entra em contato, se é macio ou rígido e a sua capacidade de adaptação ao contorno do corpo;
  • Maneira que a pele e o dispositivo interagem em relação a transpiração e oleosidade produzidas pela pele. 

O uso prolongado destes EPI’s altera o microclima no sistema pele / dispositivo. As respostas da pele estão relacionadas à transferência de umidade e calor dentro deste sistema e desempenham um papel crítico  na irritação da pele. A pressão para fixação dos dispositivos, a impossibilidade em alternar o posicionamento e o atrito dele com a pele são fatores de risco para o desenvolvimento da lesão por pressão. 

Caso o profissional venha a adquirir uma lesão associada ao uso do dispositivo, sua chance de contaminação aumenta, pois terá mais uma porta de entrada para infecções.

Qualquer material colocado na interface entre a pele e a máscara não pode interferir na vedação da mesma. Não há evidências que garantam a segurança do usuário em relação a penetração do vírus quando uma cobertura de interface é utilizada. Caso o profissional opte pelo uso, não deve ter sobreposições das coberturas.

Para evitar lesão associada ao uso das máscaras, citamos alguns cuidados:

  • Fazer pausas do uso das máscaras.
  • Remover a máscara por 15 minutos a cada duas horas enquanto estiver longe dos pacientes. Levantar os lados da máscara por cinco minutos a cada duas horas é útil se o profissional de saúde não puder fazer uma pausa mais longa no uso da máscara. Mas lembre-se de lavar as mãos antes e depois de tocar nas máscaras.
  • Higiene e cuidados com a pele:  
  • Lavagem do rosto com sabonete apropriado de preferência com um pH mais ácido manter a barreira protetora da pele e remoção do excesso de oleosidade;
  • Não aplicar cremes oleosos ou produtos a base de petrolatum, pois podem ocasionar um maior atrito devido ao deslizamento da máscara. 
  • As abrasões podem ser tratadas "com hidratantes tópicos ou creme barreira que minimiza a umidade, protetores / selantes líquidos da pele ou cianoacrilatos", 
  • Curativos oclusivos finos podem ser usados ​​para proteger feridas abertas se elas não interferirem no selo da máscara.
  • Cobertura de interface para prevenção de lesão (caso seja uma opção do profissional e orientação da instituição):
  • Lavagem do rosto para remoção da oleosidade para prover uma melhor adesividade da cobertura;
  • Aplicação de cobertura de interface nos pontos de maior contato que são testa, bochecha,  nariz, e parte posterior da orelha. A cobertura utilizada pode ser recortada a partir de moldes, as coberturas podem ser feitas a partir de hidrocolóides extra-finos nas regiões de apoio da máscara que se faz necessária a vedação, espumas de silicone suave no ponto de apoio da face shield.
  • Estes materiais devem ser recortados baseados nos modelos da figura 2, com tamanhos que melhor se adequem ao profissional.
  • Cuidados com a Hidratação:
  • Ao final do turno, respeitando as recomendações institucionais de segurança, realize a lavagem das mãos, face e pescoço com água e sabonete líquido, com particular atenção às áreas que estão sob pressão.
  • Secar bem a face. E hidratar o rosto no domicílio com um hidratante facial.
  • Manter-se adequadamente hidratado, ingerindo líquidos com regularidade, lembrando que a hidratação principal da pele não é por via tópica, mas sim por via sistêmica.

 

curativo, epi, médico, covid19
Figura 1: Moldes para recorte de coberturas de interface para proteção da pele: Fonte: RECOMENDAÇÃO PREPI | COVID19 | Prevenção de lesões cutâneas causadas pelos Equipamentos de Proteção Individual.

passo a passo, curativo, covid19
Figura 2: Locais para aplicação de coberturas de interface para proteção da pele: Fonte: SOBEST - Lesões de pele relacionadas ao uso de equipamentos de proteção individual em profissionais de saúde: estratégias de prevenção frente à Pandemia por Covid-19.

 

Como colocar a máscara:

  • Se possível coloque a máscara em frente a um espelho, isso facilitará o manuseio;
  • Higienize suas mãos e antebraços;
  • Posicione a máscara sobre a palma da mão, com o lado côncavo voltado para cima;
  • Posicione a máscara sobre o rosto, cobrindo nariz e boca e prenda os elásticos atrás da cabeça. Posicione o elástico inferior na região da nuca e o superior acima das orelhas. Os elásticos do respirador não devem estar torcidos ou sobrepostos, pois isso pode comprometer a vedação do respirador;
  • Pressione a haste metálica (ponte nasal) na região do osso nasal, ajustando o respirador ao rosto, para que vede da melhor forma possível. Utilize as duas mãos, para garantir que a mesma força seja aplicada em ambos os lados;
  • Faça o teste de pressão negativa: cubra o máximo que puder do respirador com as mãos e exale e inspire algumas vezes. Se a colocação estiver correta, a máscara deve movimentar, ceder levemente;
  • Avalie possíveis escapes de ar; 
  • Caso ainda existam escapes de ar ou o teste de pressão tenha falhado, refaça os passos 5 e 6.

É contraindicado barba e maquiagem durante a utilização das máscaras pois tornam facilitam escapes da máscara. 

máscara, covid19, médico, epi

máscara, passo a passo, médico
Figura 3: Como colocar a máscara N95 ou PFF2 Fonte: https://www.episaude.org/

Como retirar a máscara:

A desparamentação é um dos procedimentos mais críticos para o profissional de saúde, pois constitui um momento de grande risco de infecção, pois o profissional de saúde está mais cansado, e erros de procedimento são mais susceptíveis neste momento.

A retirada da máscara e das coberturas de interface devem ser realizadas sem pressa e com atenção exclusiva para este momento.

  1. Utilize um par de luvas novo (certifique-se que suas mãos e antebraços estão higienizados antes de colocar o novo par). Isso garantirá que você não irá transferir contaminantes para seu cabelo ou sua cabeça na hora de retirar a máscara;
  2. Incline seu corpo levemente para frente;
  3. É importante que você não encoste na frente do respirador;
  4. Com as luvas novas, pegue somente na parte de traz dos elásticos (a parte que esteve coberta pela touca). É importante que você NÃO pegue nas laterais dos elásticos, próximo ao respirador, pois essas partes podem estar contaminadas;
  5. Retire primeiramente o elástico da nuca e em seguida o elástico da cabeça. Exerça uma tração nos elásticos para que a máscara não pule do rosto;
  6. Remova a máscara pelos elásticos e descarte imediatamente no lixo infectante;
  7. Se o profissional tiver feito uso de cobertura de interface, deve-se fazer a troca de luvas e higienização das mãos novamente antes de proceder com a retirada das coberturas.
  8. A retirada deve ser feitas de maneira adequada para que o adesivo não ocasione lesão, vale ressaltar que o ideal é que a retirada seja perpendicular a pele, utilizando a mão não dominante como apoio na cobertura e a mão dominante quebrando o adesivo para que a retirada seja suave e sem lesão.
  9. Higienize suas mãos com água e sabão ou álcool gel, imediatamente após esse procedimento.

máscara, luva, higiene, covid19

máscara, luva, higiene, covid19
Figura 4: Como retirar a máscara N95 ou PFF2 Fonte: https://www.episaude.org/

Referências:

Alves, Paulo & Ramos, Paulo & Moura, Anabela & Malcato, Ester & Mota, Filomena & Homem-Silva, Patricia & Vaz, André & Dias, Vanessa & Ferreira, Antonio & Afonso, Gustavo. (2020). RECOMENDAÇÃO PREPI | COVID19 PRevenção de lesões cutâneas causadas pelos Equipamentos de Proteção Individual (Máscaras faciais, respiradores, viseiras e óculos de 

proteção). Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/340105316_RECOMENDACAO_PREPI_CO... . Acesso em Maio, 2020.

Foo CCI, Goon ATJ, Leow YH, Goh CL. Adverse skin reactions to personal protective equipment against severe acute respiratory syndrome - A descriptive study in Singapore. 

Contact Dermatitis. 2006;55(5):291–4. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC7162267/ . Acesso em Maio, 2020.

Gefen A. How do microclimate factors affect the risk for superficial pressure ulcers: a mathematical modeling study. J Tissue Viability. 2011;20(3):81-88. Disponível em:

https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S0965206X10000689?... em Maio, 2020.

Gerhardt LC, Lenz A, Spencer ND, Münzer T, Derler S. Skin-textile friction and skin elasticity in young and aged persons. Skin Res Technol. 2009; 15(3):288-298. Disponível em: https://onlinelibrary.wiley.com/doi/full/10.1111/j.1600-0846.2009.00363.x . Acesso em Maio, 2020.

Lan J, Song Z, Miao X, Li H, Li Y, Dong L, et al. Skin damage among healthcare workers managing coronavirus disease2019. J Am Acad Dermatol [Internet]. 2020 Mar; Disponível em: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/32171808. . Acesso em Maio, 2020.

Mota, F.; Afonso, G.; Ramos, P.; Dias, V.; Homem-Silva, P. PREPI | COVID19. Prevenção de lesões cutâneas causadas pelos Equipamentos de Proteção Individual (Máscaras faciais, respiradores, viseiras e óculos de proteção). Journal of Tissue Healing and Regeneration 2020. Suplemento da edição Outubro/Março XV . . Acesso em Maio, 2020.

NEPEDE, Núcleo de Estudos em Dermatologia e Estomaterapia. Lesão Por Máscara De

Proteção Respiratória (Respirador Particulado - N95 Ou Equivalente). Natal - RN Março de 2020. Disponível em: https://central3.to.gov.br/arquivo/499551/  . Acesso em Maio, 2020.

Ramalho, Aline de Oliveira et, al. Lesões de pele relacionadas ao uso de equipamentos de proteção individual em profissionais de saúde: estratégias de prevenção frente à Pandemia por Covid-19. São Paulo: GPET, SOBEST, 2020. 18p.  Disponível em: http://www.sobest.org.br/arquivos/LPRDM_COVID19_Manual_Vers__o_Portugues... . . Acesso em Maio, 2020.

Zhong W, Xing MM, Pan N, Maibach HI. Textiles and human skin, microclimate, cutaneous reactions: an overview. Cutan Ocul Toxicol. 2006;25(1):23-39. Review. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/16702052. . Acesso em Maio, 2020.

NPIAP POSITION STATEMENTS ON PREVENTING INJURY WITH N95 MASKS. Disponível em: https://mobilitymgmt.com/articles/2020/04/15/npiap-mask-position-paper.aspx. Acesso em Maio, 2020.

Como Colocar a sua Máscara N95 - Procedimentos EPI SAÚDE: .https://www.episaude.org/ Acesso em Maio, 2020.

Como Retirar a sua Máscara N95 - Procedimentos EPI SAÚDE: .https://www.episaude.org/ Acesso em Maio, 2020.

3M - Redução do Risco das Lesões de Pele Relacionadas ao Uso das Máscaras PFF2/N95. Disponível em: https://multimedia.3m.com/mws/media/1831749O/skin-protection-with-ppe.pdf. Acesso em Maio, 2020.