Pular para o conteúdo principal

O que é Oxigenoterapia

Entenda sobre a terapia e quem precisa

Saiba mais sobre a terapia e quem precisa. O VitalAire oferece uma solução completa em oxigenoterapia que leva mais mobilidade e qualidade de vida aos pacientes.

O que é Oxigenoterapia?

Oxigenoterapia é um tratamento antigo, muito usado para tratar doenças do pulmão e do coração. Seu uso facilita o respirar, melhora o metabolismo do corpo e aumenta a força do coração e dos músculos das pernas e dos braços.

Indicações para oxigenoterapia

Estudos realizados em pacientes com baixos níveis de oxigênio no sangue arterial com enfisema pulmonar ou bronquite crônica mostraram que o uso de oxigênio domiciliar, no mínimo por 15 horas/dia, prolonga o tempo de vida desses pacientes. A partir desses estudos, o uso de oxigenoterapia domiciliar tornou-se indispensável para a correção dos baixos níveis de oxigênio no sangue arterial e consequentemente na melhora da expectativa de vida de pacientes com doença pulmonar crônica.

Quem precisa de Oxigenoterapia

O oxigênio deve ser utilizado por pacientes que tenham baixos níveis de oxigênio no sangue. Esses pacientes geralmente também possuem:

Dificuldades para realizar sozinhos as atividades de vida diária
Função pulmonar e trocas gasosas muito alteradas
Depressão e isolamento social
Inúmeras internações
Idade avançada
Outras doenças crônicas associadas


Todas as condições citadas acima provocam graves impactos na dinâmica familiar e são fatores de risco para aparecimento de outras doenças e preditores de maior mortalidade nestes indivíduos.
*Atenção: A oxigenoterapia só pode ser utilizada por indicação médica.

Conheça mais sobre a DPOC, a principal doença associada a utilização de oxigênio.

Fluxo de oxigênio

Como é determinado o fluxo de oxigênio que deverá ser utilizado em casa? Por meio de um procedimento médico chamado titulação individual, onde é possível determinar os fluxos de oxigênio que corrigem os níveis baixos de oxigênio no sangue, até atingir o fluxo ideal de cada paciente.

Para medir a saturação de oxigênio utiliza-se o aparelho oxímetro, que realiza as medições de modo NÃO invasivo.

O exame é realizado em 2 etapas:

  1. Oximetria de pulso com o paciente em repouso
  2. Oximetria de pulso aos esforços onde simulam-se algumas atividade da vida diária dos pacientes, até obter-se os fluxos de oxigênio que corrige os níveis baixos de oxigênio
     

*Atenção: Os níveis de oxigênio e tempo de uso devem ser determinados por seu médico.

Benefícios do tratamento

Prevenir  o aparecimento de doenças cardíacas e de danos em órgãos nobres (coração , rins  e  cérebro)
Melhorar a qualidade de vida
Aumentar o tempo de vida
Melhorar a função neurológica, psíquica e cardíaca
Prolongar a duração dos exercícios
Reduzir o número de internações
Infográfico: vantagens do oxigênio