Pular para o conteúdo principal

Doenças neuromuscular

O VitalAire oferece uma solução completa em ventilação mecânica que leva mais mobilidade e qualidade de vida aos pacientes.

Doenças que levam ao uso da ventilação mecânica domiciliar

Não há uma especificidade de doenças para receber este tipo de tratamento.
No geral são doenças que progridem com incapacidade, total ou parcial, da realização de movimento da respiração.
As principais indicações observadas são as doenças neuromusculares (onde se encontra a Esclerose Lateral Amiotrófica), síndrome de hipoventilação alveolar crônica, doenças ventilatórias primárias, doenças obstrutivas e cardíacas.

Definição e fases do tratamento

As doenças neuromusculares englobam um grupo de mais de 200 patologias que levam à fraqueza muscular generalizada envolvendo membros superiores e/ou inferiores, músculos da orofaringe e da respiração, acarretando dificuldades para engolir, falar e respirar. Elas possuem denominações diferentes de acordo com o acometimento da unidade motora.

Doença Neuromuscular

Na fase inicial o paciente pode apresentar sintomas respiratórios noturnos, com dessaturação acentuada durante o sono, incapacidade de chegar à fase REM, despertares noturnos, fadiga e sonolência diurna. Nesta estapa será necessário o uso de suporte ventilatório não invasivo (CPAP ou BIPAP) durante a noite, associado a máscaras faciais ou nasais de acordo com o conforto do paciente.

A perda da força muscular respiratória além da hipoventilação leva também a incapacidade de remoção de secreção das vias aéreas. Neste caso, a higiene brônquica pode ser realizada através do cough assist, que é um equipamento superior a qualquer técnica assistida de tosse, capaz de reproduzir de maneira eficiente e segura a mecânica da tosse. Indicado desde as fases leves até as fases avançadas da doença.

O uso da ventilação também no período diurno acontece quando a saturação de oxigênio durante a vigília for menor que 92%, acompanhado de uma hipercapnia (Co²>50mmHg) e desconforto a leves esforços. A partir deste momento é necessário o uso de forma intermitente de equipamentos de ventilação não invasiva com 2 níveis de pressão (BIPAP ou VPAP) através de peça bucal ou máscaras.

Com a progressão da doença e da fraqueza muscular respiratória, haverá um aumento da dependência do auxílio ventilatório (>16 horas/ dia) e é neste momento que se sugere a utilização de equipamentos de suporte à vida: ventiladores mecânicos domiciliares. Esses são capazes de corrigir alterações de complacência e resistência pulmonar e foram produzidos para funcionar 24 horas por dia. Os modelos atuais são leves, portáteis, possuem bateria interna, podem ser utilizados também para viagens e passeios, pois possuem bolsa de transporte e/ou pode ser acoplado à cadeira de rodas.

Veja abaixo um gráfico sobre o equipamento sugerido para cada fase da doença.
O tratamento adequado diminui os ricos de infecções, de reinternações hospitalares; permitindo que o paciente tenha conforto, segurança e qualidade de vida.

Doença Neuromuscular

Esclerose Lateral Amiotrófica – ELA

A ELA é uma das doenças neuromusculares mais conhecidas, veja abaixo o motivo e os principais números:

  • 200 mil pessoas são diagnosticadas com ELA
  • Entre 12 e 15 mil brasileiros são diagnosticados com ELA
  • A maioria dos pacientes são homens entre 40 e 60 anos
  • No Brasil, o tempo médio para receber o diagnóstico correto é de 10 a 12 meses
  • A sobrevida média desses pacientes é de três anos