Pular para o conteúdo principal

Saiba como usar e cuidar do oxímetro de pulso

27/02/2020 - 11:56 hs - Oxigenoterapia
oxímetro de pulso, oxímetro, respiratórias, oxigenação sanguínea

O oxímetro de pulso é indicado para pacientes que costumam ter períodos de baixa oxigenação sanguínea em situações como: exercícios físicos, viagens de avião e locais de grande altitude. Ter o oxímetro em mãos, nessas situações, permite monitorar o nível de O2 e, assim, saber se é necessário aumentar o fluxo de oxigênio suplementar. Para isso, é preciso seguir a prescrição médica em relação ao número de saturação de oxigênio que o paciente deve manter.

O oxímetro é conectado a um sensor, composto por uma pequena unidade a ser colocada diretamente no dedo ou por um dispositivo portátil que, conectado a um fio, pode ser adaptado também ao dedo ou ao lóbulo da orelha. Para saber se está com um bom sinal no oxímetro, basta contar o pulso por um minuto e comparar com o número obtido no aparelho. Se eles são semelhantes, o paciente está com um bom sinal.

Instruções de uso:

  • Ao posicionar o sensor do oxímetro, prefira o dedo indicador ou o mindinho
  • Remova esmalte e unhas postiças, pois podem causar leituras imprecisas
  • Coloque o dedo no sensor até tocar no limitador
  • Posicione o cabo ao longo do dedo e paralelo ao braço

Para colocar o sensor na orelha:

  • Escolha o local, dê preferência o lóbulo da orelha ou o pavilhão auricular
  • Antes de aplicar o sensor, esfregue a orelha com os dedos para aumentar a circulação
  • Abra o clip apertando suas extremidades e então aplique-o na orelha

Limpeza

Os sensores devem ser limpos após cada uso e antes de ser usado em outro paciente:

  1. Desconecte o sensor do aparelho de monitoramento;
  2. Umedeça um pano limpo com solução de água e detergente neutro e passe em todas as superfícies expostas do sensor e do cabo;
  3. Umedeça outro pano com água esterilizada ou destilada para fins de remoção de qualquer substância química;
  4. Seque o sensor e o cabo.

Atenção: não autoclavar, não usar calor excessivo e nunca submergir o sensor em líquido

Desinfecção

O óxido etileno é o mais recomendado, mas na falta deste, há outros produtos indicados:

  • Água oxigenada 3%
  • Isopropanol 70&
  • Solução 1:10 de hipoclorito de sódio
  • Desinfetantes químicos compostos de amônio quaternário (ex.: cloreto de benzalcônio)

 

Tags: Oxigenoterapia Blog